Vitaminas Anti Envelhecimento - Mito ou Realidade?

Vitaminas Anti Envelhecimento - Mito ou Realidade?

Nossa Pele, Cabelo e Unhas São "Termômetros" de Nossa Saúde

Não Subestime As Informações da Sua Pele

Vitaminas Anti Envelhecimento.
Mito ou Realidade?

“Vitaminas Anti Envelhecimento”

Pagar mais por vitaminas exóticas (“Vitaminas Anti Envelhecimento”) em cremes para a pele que prometem acabar com linhas finas e prevenir rugas fará com que você ganhe pouco mais do que uma carteira vazia.
Embora muitos cremes para o rosto contenham vitaminas conhecidas como antioxidantes , muito poucos são realmente eficazes na prevenção ou reversão de danos à pele.
"Apesar das alegações da mídia e publicidade, quase todas as formulações tópicas disponíveis contêm concentrações muito baixas de antioxidantes que não são bem absorvidas pela pele”, disse Karen E. Burke, MD, em uma apresentação anual da American Academy of Dermatology em Nova Orleans.
“Existem três antioxidantes que comprovadamente diminuem o efeito do sol sobre a pele e na verdade previnem mais danos: o selênio , a vitamina E e a vitamina C."

Assista:

  VLOG 'Saúde Marcada na Pele'

O que são os antioxidantes?

Antioxidantes são conhecidos por prevenir agentes chamados radicais livres de danificar as células do corpo e da pele.
Os radicais livres são um resultado de processos normais do corpo, mas que também pode ser criado por exposição a vários factores ambientais, como fumar ou ultravioleta (UV) de radiação do sol e pode acelerar o processo de envelhecimento.
O problema com a aplicação de antioxidantes na pele para combater o envelhecimento é que eles não são muito bem absorvidos ou têm apenas efeitos de curto prazo. Desta forma as Vitaminas Anti Envelhecimento podem não ser uma verdade absoluta.
Mas uma nova pesquisa apresentada na conferência de dermatologia sugere que formulações mais eficazes para administrar dois desses antioxidantes diretamente na pele que precisa, podem estar disponíveis em breve.

Selênio e sua importância

O mineral selênio ajuda a proteger o corpo contra o câncer, incluindo o câncer de pele causado pela exposição ao sol. Também preserva a elasticidade do tecido e retarda o envelhecimento e o endurecimento dos tecidos associados à oxidação.
As fontes alimentares do mineral incluem cereais integrais, frutos do mar, alho e ovos.
Estudos recentes em animais descobriram que, quando o selênio é tomado por via oral ou através da pele na forma de L-selenometionina, ele fornece proteção contra danos UV diários e excessivos.
Além disto,um estudo também mostrou que o selênio também atrasou o desenvolvimento de câncer de pele em animais.

Vitamina E – Vitamina Anti Envelhecimento?

Os especialistas consideram que a vitamina E é o antioxidante mais importante porque protege as membranas celulares e previne os danos às enzimas associadas a elas.
Fontes naturais de vitamina E incluem óleos vegetais, grãos, aveia e nozes.
Novos estudos sugerem que a vitamina E ajuda a inativar os radicais livres, tornando-os menos propensos a causar danos. Sim, esta é uma das Vitaminas Anti Envelhecimento que conhecemos.

Vários outros estudos mostraram que a aplicação de vitamina E na pele pode reduzir os danos causados ​​pela exposição ao sol e limitar a produção de células causadoras de câncer .

“Para proteção solar adicional, os indivíduos podem considerar tomar suplementos de vitamina E “, disse Burke, em um comunicado. “A suplementação diária por via oral com vitamina E foi responsável por reduzir o dano fotodinâmico, rugas e melhorar a textura da pele.”

Vitamina C e sua importância

A vitamina C é o antioxidante mais comum encontrado na pele. Também é encontrado em vegetais e frutas cítricas.

Como a vitamina E, a vitamina C é considerada importante na reparação de radicais livres e na prevenção de câncer e na desaceleração do processo de envelhecimento.

Como a vitamina C é mais prevalente na pele, a pele é o órgão que mais sofre com danos causados como o ato de fumar , a exposição ao sol e a poluição.

“Até mesmo a exposição mínima aos raios UV pode diminuir os níveis de vitamina C na pele em 30%, enquanto a exposição do ozônio da poluição da cidade pode diminuir o nível em 55%”, disse Dra. Burke em um comunicado.

Criar um creme de pele que contenha uma dose útil de vitamina C é difícil porque reage imediatamente quando exposto ao oxigênio. A Vitamina anti envelhecimento neste caso deve ser muito bem produzida e assim não são todas que realmente atuam.

Vários ensaios clínicos que examinam formulações mais estáveis ​​e eficazes estão atualmente em andamento.

O que Concluir.

Importante não se deixar enganar com promessas milagrosas de produtos que ainda não foram comprovadamente testados ou produtos da moda.

São poucas as Vitaminas Anti Envelhecimento que conhecemos conforme explicado neste artigo, e por isto não podemos nos deixar enganar.

Na verdade estamos à mercê das empresas e da publicidade e nós mesmos – dermatologistas – temos dificuldade em prescrever produtos tópicos realmente eficazes.

Uma coisa é interessante ressaltar. Estes três ativos tem sua eficácia devidamente avaliada e são um norte para a prevenção do envelhecimento cutâneo.

Forte abraço!
Dr. Henrique Coura

Referências Científicas

1- Adams JS, Hewison M. Update in vitamin D. The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. 2010 Feb;95(2):471-8. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20133466

2- Misner B. Food alone may not provide sufficient micronutrients for preventing deficiency. Journal of the International Society of Sports Nutrition. 2006 Jun 5;3(1):51. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2129155/

3- Annweiler C, Rolland Y, Schott AM, Blain H, Vellas B, Herrmann FR, Beauchet O. Higher vitamin D dietary intake is associated with lower risk of Alzheimer’s disease: a 7-year follow-up. The Journals of Gerontology Series A: Biological Sciences and Medical Sciences. 2012 Nov 1;67(11):1205-11. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22503994

4- Sears ME. Chelation: harnessing and enhancing heavy metal detoxification—a review. The Scientific World Journal. 2013 Apr 18;2013. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3654245/ 

5- Mostafa WZ, Hegazy RA. Vitamin D and the skin: Focus on a complex relationship: A review. Journal of advanced research. 2015 Nov 30;6(6):793-804.
http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S209012321400023X

6- Mankgopo M. Kgatle and Hairwadzi HN. Role of Vitamin D levels in viral infections and possible epigenetic alterations. 2016. Cellular Immunology & Immunotherapeutics. http://excelyticspublishers.com/open-access/role-of-vitamin-d-levels-in-viral-infections-and-possible-epigenetic-alterations.pdf 

7- Kesarwani K, Gupta R. Bioavailability enhancers of herbal origin: An overview. Asian pacific journal of tropical biomedicine. 2013 Apr 1;3(4):253-66.https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3634921/

Vitaminas Anti Envelhecimento.
Mito ou Realidade?

“Vitaminas Anti Envelhecimento”

Pagar mais por vitaminas exóticas (“Vitaminas Anti Envelhecimento”) em cremes para a pele que prometem acabar com linhas finas e prevenir rugas fará com que você ganhe pouco mais do que uma carteira vazia.
  
Embora muitos cremes para o rosto contenham vitaminas conhecidas como antioxidantes , muito poucos são realmente eficazes na prevenção ou reversão de danos à pele.
"Apesar das alegações da mídia e publicidade, quase todas as formulações tópicas disponíveis contêm concentrações muito baixas de antioxidantes que não são bem absorvidas pela pele”, disse Karen E. Burke, MD, em uma apresentação anual da American Academy of Dermatology em Nova Orleans.
  
“Existem três antioxidantes que comprovadamente diminuem o efeito do sol sobre a pele e na verdade previnem mais danos: o selênio , a vitamina E e a 
vitamina C."

Assista:

  VLOG 'Saúde Marcada na Pele'

O que são os antioxidantes?

Antioxidantes são conhecidos por prevenir agentes chamados radicais livres de danificar as células do corpo e da pele.
  
Os radicais livres são um resultado de processos normais do corpo, mas que também pode ser criado por exposição a vários factores ambientais, como fumar ou ultravioleta (UV) de radiação do sol e pode acelerar o processo de envelhecimento.

O problema com a aplicação de antioxidantes na pele para combater o envelhecimento é que eles não são muito bem absorvidos ou têm apenas efeitos de curto prazo. Desta forma as Vitaminas Anti Envelhecimento podem não ser uma verdade absoluta.

Mas uma nova pesquisa apresentada na conferência de dermatologia sugere que formulações mais eficazes para administrar dois desses antioxidantes diretamente na pele que precisa, podem estar disponíveis em breve.

Selênio e sua importância

O mineral selênio ajuda a proteger o corpo contra o câncer, incluindo o câncer de pele causado pela exposição ao sol. Também preserva a elasticidade do tecido e retarda o envelhecimento e o endurecimento dos tecidos associados à oxidação.
 
As fontes alimentares do mineral incluem cereais integrais, frutos do mar, alho e ovos.

Estudos recentes em animais descobriram que, quando o selênio é tomado por via oral ou através da pele na forma 
de L-selenometionina, ele fornece proteção contra danos UV diários e excessivos.

Além disto,um estudo também mostrou que o selênio também atrasou o desenvolvimento de câncer de pele em animais.

Vitamina E – Vitamina Anti Envelhecimento?

Os especialistas consideram que a vitamina E é o antioxidante mais importante porque protege as membranas celulares e previne os danos às enzimas associadas a elas.
  
Fontes naturais de vitamina E incluem óleos vegetais, grãos, aveia e nozes.

Novos estudos sugerem que a vitamina E ajuda a inativar os radicais livres, tornando-os menos propensos a causar danos. Sim, esta é uma das Vitaminas Anti Envelhecimento que conhecemos.

Vários outros estudos mostraram que a aplicação de vitamina E na pele pode reduzir os danos causados ​​pela exposição ao sol e limitar a produção de células causadoras de câncer .

“Para proteção solar adicional, os indivíduos podem considerar tomar suplementos de vitamina E “, disse Burke, em um comunicado.

 “A suplementação diária por via oral com vitamina E foi responsável por reduzir o dano fotodinâmico, rugas e melhorar a textura da pele.”

Vitamina C e sua importância

A vitamina C é o antioxidante mais comum encontrado na pele. Também é encontrado em vegetais e frutas cítricas.

Como a vitamina E, a vitamina C é considerada importante na reparação de radicais livres e na prevenção de câncer e na desaceleração do processo de envelhecimento.

Como a vitamina C é mais prevalente na pele, a pele é o órgão que mais sofre com danos causados como o ato de fumar , a exposição ao sol e a poluição.

“Até mesmo a exposição mínima aos raios UV pode diminuir os níveis de vitamina C na pele em 30%, enquanto a exposição do ozônio da poluição da cidade pode diminuir o nível em 55%”, disse Dra. Burke em um comunicado.

Criar um creme de pele que contenha uma dose útil de vitamina C é difícil porque reage imediatamente quando exposto ao oxigênio. A Vitamina anti envelhecimento neste caso deve ser muito bem produzida e assim não são todas que realmente atuam.

Vários ensaios clínicos que examinam formulações mais estáveis ​​e eficazes estão atualmente em andamento.

O que Concluir

Importante não se deixar enganar com promessas milagrosas de produtos que ainda não foram comprovadamente testados ou produtos da moda.

São poucas as Vitaminas Anti Envelhecimento que conhecemos conforme explicado neste artigo, e por isto não podemos nos deixar enganar.

Na verdade estamos à mercê das empresas e da publicidade e nós mesmos – dermatologistas – temos dificuldade em prescrever produtos tópicos realmente eficazes.

Uma coisa é interessante ressaltar. Estes três ativos tem sua eficácia devidamente avaliada e são um norte para a prevenção do envelhecimento cutâneo.

Forte abraço!
Dr. Henrique Coura

Referências Científicas

1- Adams JS, Hewison M. Update in vitamin D. The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. 2010 Feb;95(2):471-8. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20133466

2- Misner B. Food alone may not provide sufficient micronutrients for preventing deficiency. Journal of the International Society of Sports Nutrition. 2006 Jun 5;3(1):51. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2129155/

3- Annweiler C, Rolland Y, Schott AM, Blain H, Vellas B, Herrmann FR, Beauchet O. Higher vitamin D dietary intake is associated with lower risk of Alzheimer’s disease: a 7-year follow-up. The Journals of Gerontology Series A: Biological Sciences and Medical Sciences. 2012 Nov 1;67(11):1205-11. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22503994

4- Sears ME. Chelation: harnessing and enhancing heavy metal detoxification—a review. The Scientific World Journal. 2013 Apr 18;2013. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3654245/ 

5- Mostafa WZ, Hegazy RA. Vitamin D and the skin: Focus on a complex relationship: A review. Journal of advanced research. 2015 Nov 30;6(6):793-804.
http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S209012321400023X

6- Mankgopo M. Kgatle and Hairwadzi HN. Role of Vitamin D levels in viral infections and possible epigenetic alterations. 2016. Cellular Immunology & Immunotherapeutics. http://excelyticspublishers.com/open-access/role-of-vitamin-d-levels-in-viral-infections-and-possible-epigenetic-alterations.pdf 

7- Kesarwani K, Gupta R. Bioavailability enhancers of herbal origin: An overview. Asian pacific journal of tropical biomedicine. 2013 Apr 1;3(4):253-66.https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3634921/
Endereço:
Praça Benjamin Guimarães, 65 - Sala 1903, Funcionários – Belo Horizonte
MG -  CEP 30130-030
Contato
Email: dermatologista@drhenriquecoura.com.br
Tel: (31) 99292-8987
Dr. Henrique Coura 2020 © Todos os Direitos Reservados.
Endereço:
Praça Benjamin Guimarães, 65 - Sala 1903, 
Funcionários – Belo Horizonte
MG -  CEP 30130-030
Contato
Email: dermatologista@drhenriquecoura.com.br
Tel: (31) 99292-8987